Quarta mais curta

Direto de Brasília / 27/06/2018 - 00h59

O jogo do Brasil na Copa do Mundo contra a Sérvia, que acontece hoje, vai encurtar a semana de trabalhos no Congresso Nacional. As festas juninas desta semana também devem diminuir a presença de parlamentares, especialmente os da região Nordeste. Na agenda desta quarta-feira está prevista a votação de vetos e matérias orçamentárias e apreciação de emendas ao Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2019.
 
Cada vez mais ricos
De acordo com relatório do Boston Consulting Group, as riquezas pessoais em todo o mundo atingiram US$ 201,9 trilhões no ano passado, sendo concentrada por grupos de milionários e bilionários, que detêm quase metade da riqueza pessoal global - em 2012, o percentual era de 45%. Mas, de acordo com a autora do relatório, Anna Zakrzewski, isso não significa que os pobres estejam se tornando mais pobre, mas que todos estão ficando mais ricos. “Porém, os ricos estejam ficando mais ricos mais rapidamente”.
 
Fora da lei
Com uma das maiores populações carcerárias do planeta, ficando atrás apenas de Estados Unidos e China, de acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o Brasil tem, ainda, mais de 143 mil mandados de prisão em aberto. São fugitivos do sistema e pessoas que jamais foram encontradas pelas autoridades. Levantamento do CNJ aponta diferentes fatores para que pessoas condenadas permaneçam em liberdade.
 
Prouni
Estão abertas as inscrições para o Programa Universidade para Todos (ProUni) 2018/2, que oferecerá 174.289 vagas para bolsas de estudo em 1.460 instituições de ensino privadas. Segundo informações do Ministério da Educação, serão 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais. As inscrições seguem até 29 de junho. 
 
Vacina liberada
A campanha de vacinação contra gripe terminou na sexta-feira (22), mas doses remanescentes estão sendo ofertadas ao público em geral. De acordo com o Ministério da Saúde, a meta de vacinar 8,6 milhões de brasileiros não foi alcançada.
 
Distribuição de etanol
Com o Decreto Legislativo 61/2018, aprovado no Senado, fica autorizada a venda direta do combustível vegetal das usinas para os postos, sem passar pelos distribuidores convencionais. Hoje, o etanol hidratado, utilizado como combustível, sai das usinas para as distribuidoras e daí para os postos. No entanto, a medida, que ainda precisa ser aprovada na Câmara dos Deputados, afeta de fato apenas os postos “sem bandeira”, já que os postos com bandeira, por contrato, permaneceriam comprando o combustível de suas respectivas distribuidoras. 

 

Publicidade
Publicidade
Comentários