Lula fora da PF

Direto de Brasília / 02/05/2018 - 06h51

A Federação Nacional dos Delegados voltou a pedir à Superintendência Regional da Polícia Federal no Paraná que remova o ex-presidente Lula para “outro local que não ofereça risco e transtorno à população e aos funcionários”. Lula está preso, desde o dia 7, em uma sala especial no prédio da PF em Curitiba, base da Lava-Jato. Na primeira semana do petista na Polícia Federal, o Sindicato dos Delegados pediu a transferência de Lula, sob o mesmo argumento. Ele cumpre pena de 12 anos e 1 mês por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso tríplex do Guarujá.

Novo processo contra Lula
O juiz Sérgio Moro decidiu que a ação penal contra o ex-presidente Lula envolvendo o sítio de Atibaia, no interior de São Paulo, deve prosseguir em Curitiba. Moro afirma que a decisão da Segunda Turma do Supremo de retirar as delações da Odebrecht no processo do sítio não traz “ordem expressa” para que os autos sejam enviados para outro lugar. A defesa de Lula diz que a denúncia não tem relação com a Lava-Jato e pede envio dos autos a São Paulo.
 
Temer investigado 
O delegado da Polícia Federal, Cleyber Lopes, pediu a prorrogação por mais 60 dias do inquérito que investiga o presidente Michel Temer e empresas do setor portuário. O pedido foi motivado, principalmente, pela análise que ainda tem de ser feita da quebra do sigilo bancário do presidente Temer. O inquérito investiga se o governante brasileiro editou um decreto no ano passado para beneficiar empresas do setor em troca de propina. Temer nega que o objetivo da medida tenha sido favorecer empresas.
 
Aumento do Bolsa Família
Durante a abertura da 84ª ExpoZebu, em Uberaba, na última sexta-feira, o presidente Michel Temer disse que vai aumentar o valor do Bolsa Família para reincluir as pessoas na vida social. Segundo o presidente, o percentual será divulgado nos próximos dias. Em 2016, Temer reajustou o Bolsa Família em 12,5%. Ao tomar posse, no início de abril, o ministro do Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame, informou que o governo discutia conceder um reajuste maior do que a inflação medida pelo IPCA, que é de 2,95%.
 
Dançando no metrô
Na semana em que Brasília completou 58 anos, os brasilienses receberam uma série de intervenções artísticas para celebrar o aniversário. No último final de semana, quem embarcou ou desembarcou do metrô na rodoviária do Plano Piloto se surpreendeu com apresentação de dança em plena estação. A Mostra de Dança na Estação Central também serviu para celebrar o Dia Internacional da Dança (29 de abril). 

Publicidade
Publicidade
Comentários