Sem coadjuvante

Coluna Esplanada / 02/01/2018 - 05h14

O Senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), voltou a defender que o partido dele lance um candidato à presidência, em 2018, e fez isso antes mesmo do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, que, com o mesmo discurso, emplacou manchetes com a mesma tese. Caiado, que diferente de Maia, andou fazendo fortes críticas ao governo Temer, é nome bem cotado no partido, mas esbarra na própria vontade de derrotar o sucessor de Marconi Perillo (PSDB-GO) nas próximas eleições para governador. O próprio eleitorado do Senador parece preferir a corrida pelo Palácio das Esmeraldas.

Palanque
Maia, aliás, também está de olho em 2018. Visto por muitos parlamentares como o real líder do governo na Câmara, participou de evento do governo federal no Rio de Janeiro: anúncio de liberação de verbas do Programa Dinheiro Direto na Escola para o estado. O presidente da Câmara está tão animado com o palanque que distribuiu convite virtual sobre a cerimônia para todos os deputados. 
 
Desafio
O trabalho de Maia será grande. Meses atrás, pesquisas apontavam que 75% dos brasileiros sequer sabiam quem é o presidente da Câmara Federal.
 
Bastidores..
Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, encaminhou para a lista de WhatsApp a seguinte montagem: presidente do STF, Ministra Cármen Lúcia, e a Procuradora Geral, Raquel Dodge, com faixas de presidente da República, segurando uma constituição rasgada. A legenda: Cármen Lúcia suspende indulto de natal de Temer a pedido de Raquel Dodge”.
 
..da toga 
O mesmo Kakay, dos maiores críticos da condução judicial da Lava Jato, pediu a palavra ao término da última sessão do STF, em nome dos advogados, para registrar “orgulho que temos do judiciário, principalmente desta Corte”. Pela condução “exemplar” e “segura”. “Tem que cada vez mais que confiar no judiciário” (sic), concluiu.

Parque de diversões
Brasília está vazia e calma, como todo final de ano. Um Congresso sem votações é um Congresso calmo, inclusive no quesito “segurança”. Sem grades, sem patrulhas, um grupo de jovens aproveitou para brincar no gramado em frente ao espelho d’água. Com grandes pedaços de papelão, eles “esquiavam”, sentados, da pista até o meio do gramado.
 
Sem crise 
Desde que o ex-prefeito de São Paulo, Paulo Maluf, foi preso, uma pastelaria de Campos do Jordão voltou ao “estrelato”, a Pastelão do Maluf. O sucesso não é de agora, o lugar existe há 20 anos, mas só incorporou o nome do deputado em 2005, quando recebeu a ilustre visita do parlamentar, documentada e divulgada. A receita do pastel “maluf” é justamente a mais vendida: carne moída, salsa, tomate, azeitona e dois ovos.
 
Nosso Natal
O Serviço de Proteção ao Crédito e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas pesquisaram: gasto médio do brasileiro com a ceia de Natal foi de R$ 136 e, no ano novo R$ 282. 
 
Natal deles
Realidade bem diferente de alguns órgãos por aí. A decoração de natal do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª região, no Ceará, custou R$ 8 mil, sem licitação. Na Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e Parnaíba, a CODEVASF, as comemorações do natal custaram 32 mil reais; 4 mil reais para um buffet servido a cem pessoas. 

Publicidade
Publicidade
Comentários