Paes fecha coalizão

Coluna Esplanada / 29/09/2017 - 00h08

Residente em Washington DC, o ex-prefeito Eduardo Paes deu um pulo discreto no Rio de Janeiro no último fim de semana e praticamente fechou sua coalizão que o lançará ao Governo do Estado ano que vem. Ele se reuniu por horas com o presidente da Alerj, deputado Jorge Picciani, na casa do cacique na Barra da Tijuca. E fez um périplo para encontros com Francisco Dornelles (PP), Carlos Lupi, presidente do PDT, e a deputada Cristiane Brasil, do PTB. Chefão do PMDB, Picciani vai promover uma reunião com a bancada federal do partido na segunda-feira para detalhar o pré-acordo.

A conferir
Peemedebistas acreditam que vão cair as suspeitas contra Paes na Lava Jato. Ele seria o ‘Nevorsinho’ na planilha de Marcelo Odebrecht. Falta combinar com a Justiça.
 
Na pista
As movimentações partidárias de Bernardinho (Novo) e Romário (Podemos) como pré-candidatos ao Governo fizeram Paes pegar um voo para o Rio há dias.
 
Prisão de Aécio
O STF inventou a sentença meia-boca para Aécio Neves. A expressão “Recolhimento Domiciliar Noturno” é a forma elegante de dizer ‘esteja preso em regime domiciliar’.
 
Na fila
Até ontem à noite a Mesa do Senado não recebera a notificação do STF sobre o afastamento de Aécio Neves (PSDB-MG). Segundo secretários, deve demorar até uma semana – tempo que Aécio poderá circular pela Casa. Afastado, Aécio poderá receber só um terço do salário, descontadas algumas rubricas como ausência em plenário.
 
Ensino religioso
Por maioria dos votos, o STF julgou improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 4439 apresentada pela PGR para validar o ensino da história das religiões nas escolas do Brasil. Para o Supremo, poderá haver ensino religioso confessional na grade curricular do ensino básico. Cabe cada Estado fazer a sua grade.

Memória
Em recente e inédita pesquisa nacional encomendada pela Coluna à Paraná Pesquisas, a ampla maioria dos entrevistados (63,3%) aprovaram o tema nas escolas, enquanto 30,2% se disseram contra – e 6,5% não opinaram ou não souberam responder.
 
Novo na urna
O Novo convidou o bilionário do setor varejista Romeu Zema, do Triângulo Mineiro, para se candidatar ao Governo de Minas. Ele deve aceitar.
 
Mais seguro
O Premmia, programa de brindes da BR, sorteará passeio de helicóptero: “Conheça as belezas do Rio de Janeiro a partir de um novo ângulo: de cima”, informa a promoção.
 
Há controvérsias
A crise econômica alardeada pelo Governo é “fabricada”. A afirmação é da auditora aposentada da Receita e fundadora do movimento Auditoria Cidadã da Dívida. “Fabricada principalmente pela política monetária suicida praticada pelo Banco Central, que gera despesa elevadíssima, sobrecarrega o orçamento e cria mais dívida pública”.
 
Pela TV
Nenhum deputado do PMDB foi visto no plenário da Câmara no momento em que a segunda-secretária da Câmara, Mariana Carvalho (PSDB-RO), lia o trecho da denúncia do ex-PGR Rodrigo Janot que chama o núcleo do partido de organização criminosa.

 

 

 

Publicidade
Publicidade
Comentários