Jogos de azar

Coluna Esplanada / 11/01/2018 - 05h11

Sondagem realizada pelo Senado Federal aponta que 86% dos brasileiros são favoráveis à liberação da exploração dos jogos de azar em todo o território nacional. Tramita na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) projeto que prevê a regulamentação das apostas do jogo do bicho, bingo, videobingo e videojogo, cassinos em complexos integrados de lazer, apostas esportivas e não esportivas e cassinos on-line. De acordo com a sondagem, 64% dos brasileiros avaliam que a legalização traz somente vantagens, outros 23% responderam que traz vantagens e desvantagens, enquanto 12% acham que traz somente desvantagens ao país.

Arrecadação 
Na justificativa, o projeto trata sobre a possibilidade de arrecadação tributária proveniente da regularização dos jogos de azar no país: 81% dos internautas disseram que a situação orçamentária do país vai melhorar com a regulamentação. 
 
Impactos 
Outros 10% disseram que a regulamentação não trará impactos, enquanto 7% acreditam que os impactos serão negativos e a situação vai piorar. O projeto que regulamenta os jogos de azar, de autoria do senador Ciro Nogueira (PP-PI), deve ser votado na volta do recesso do Congresso Nacional, em fevereiro. 
 
Desagravo 
A festa de apoio de artistas, intelectuais, juristas e sindicalistas a Lula em São Paulo será no Teatro Ophicina, no Bairro do Bixiga, no dia 21 de janeiro. A agenda foi acertada entre a direção do PT, o vereador Eduardo Suplicy e o anfitrião do ato, Zé Celso Martinez Corrêa, amigo do ex- presidente.
 
Constrangedor
Foi, no mínimo, curiosa cena no Palácio do Planalto, nessa terça-feira: sem saber se a deputada Cristiane Brasil tomaria ou não posse no Ministério do Trabalho, dezenas de convidados para a cerimônia vagavam em frente à portaria à espera de uma definição. O Planalto sequer havia montado a mesa de identificação dos convidados.

Barrada no baile 
Quando veio a informação de que a posse estava cancelada, uma dirigente do Sindicato Nacional das Cooperativas de Crédito resumiu a ópera: “barrada no baile”. O Palácio proibiu que profissionais de vídeo filmassem o Salão Nobre, preparado para a posse – completamente vazio. 
 
Via única
Alheio às críticas de ministros e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, atua nos bastidores para sair como candidato único da base para suceder Temer. 
 
Desembarque 
Meirelles não descarta a possibilidade de desembarcar do PSD do Gilberto Kassab nos próximos meses para trilhar a candidatura pelo PMDB. 
 
Plano B
Com Eduardo Paes fazendo jogo mole e em cima do muro sobre a pré-candidatura ao governo do Rio de Janeiro, o MDB do Estado vê com simpatia o lançamento do deputado estadual Pedro Fernandes ao Palácio Guanabara. Fernandes já começa a percorrer cidades do interior em companhia de lideranças do partido.
 
Paes & PTB
O avanço de Pedro Fernandes e o aval do MDB têm motivação. Eduardo Paes está negociando sua filiação ao PTB de Roberto Jefferson e da filha quase-ministra Cristiane Brasil.

Publicidade
Publicidade
Comentários