A casa das cobras

Coluna Esplanada / 31/01/2018 - 00h10

Uma tradicional e luxuosa casa na praia da Pitinga, em Arraial D’Ajuda, em Porto Seguro (BA), ex-morada das herdeiras do Banco Rural, foi palco de festa para poderosos há cerca de 15 dias, com a presença do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, relatam testemunhas. O anfitrião foi o deputado federal Ronaldo Carletto (PP-BA), que acaba de emplacar o superintendente geral do Banco do Nordeste após articulação com o presidente Michel Temer, conforme revelou a Coluna. O curioso é que a casa foi recentemente adquirida por Carletto em leilão judicial por apenas R$ 600 mil, embora avaliada em R$ 1,2 milhão.

Mensalão 
A Casa das Cobras (como era chamada) foi propriedade de Nora Rabello, irmã de Kátia Rabello, condenada no Mensalão. Nora perdeu a casa num imbróglio envolvendo ação trabalhista de R$ 5 mil cuja tramitação do leilão judicial é questionada. Nora avisou a amigos que investiu mais de R$ 6 milhões na reforma da casa de 2 mil metros, em 2005. A propriedade saiu a preço da banana, levando em conta a casa e os 3 hectares de área verde. 
 
Outro lado 
Maia, por meio da assessoria, afirma que não foi à Bahia no período da festança. A assessoria de Carletto disse não ter conhecimento do evento e não se manifestou, até o fechamento desta edição da Coluna, sobre a aquisição da mansão. 
 
Curto-circuito
A Câmara dos Deputados vai gastar cerca de R$ 600 mil para melhorar o sistema de alarme, detecção e prevenção a incêndios na Casa. Na última semana, um princípio de incêndio causado por curto-circuito queimou poltronas do plenário da Casa. 
 
PT x Juiz 
Deputados do PT acionaram o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para que o juiz Maurício Marchetti seja punido por postagens ofensivas ao ex-presidente Lula. Líder Paulo Pimenta (RS) diz, na representação, que a atitude é “incompatível com as altas responsabilidades do cargo de Magistrado”. Ao comentar notícia sobre a condenação do petista, o titular da 59ª vara do trabalho do TRT de São Paulo chamou Lula de “lixo humano” e palavra de baixo calão. 
 
Devedores 
PSB acionou STF para tentar impedir que devedores da União tenham os bens bloqueados sem que haja autorização da Justiça (averbação pré-executória). O partido alega que a regra (implementada pela Lei 13.606) se trata de uma “inovação” que inverte a “lógica do sistema de cobrança – obrigando o devedor a buscar a Justiça”. 
 
Sem censura 
Líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC), rebate críticas ao seu projeto (PLS 323/3017), que altera o Marco Civil da Internet, pronto para votação em plenário. De acordo com o tucano, a proposta não visa restringir a liberdade de expressão ou censurar opiniões. O foco, segundo ele, é “combater atos de pessoas de má índole que promovem discursos preconceituosos, incitando a violência”. 
 
Disque denúncia 
Já está em vigor lei que prevê recompensas em dinheiro para denúncias que levarem à solução de crimes. Texto estabelece que veículos de transporte público têm que informar de forma clara e visível o número do disque denúncia da localidade. 

Publicidade
Publicidade
Comentários