Feira é um lugar para a venda de produtos comestíveis ou não ao ar livre. Ainda há feira no Mercado Central aos sábados, com a venda de alguns produtos da agricultura familiar. No bairro Major Prates, o segundo comércio de Montes Claros, tem feira nas manhãs de domingo na rua Francisco Gaetani, esquina com a avenida Castelar Prates. 

Há um ano acontece a Feira Livre de Orgânicos no bairro São José e desde o dia 2 de fevereiro tem a Feirinha NaMorada, do bairro Morada do Parque, que se dá todas as sextas-feiras no período das 18 às 21 horas, na praça Orfeu Fróes, Espaço Cultural Wilson Adão, ao lado da Igreja São Pedro Apóstolo. 

Conta com a venda de alimentos orgânicos e não orgânicos, entre frutas, legumes, verduras, café torrado e moído na hora, pães, bolos, biscoitos, doces, queijos e outras guloseimas, além de artesanato variado, bar, barraquinhas de alimentos, bebidas e show. São 70 bancas de expositores do bairro ou do entorno.

Josecé Alves dos Santos nos convidou e meu filho Fernando Yanmar e eu fomos fazer a terceira conferência. A feirinha está do tamanho certo em termos de vendedores, bons produtos e público. Limpa, organizada, bem iluminada, com profissionais uniformizados, tem a Rádio Feira, na voz de Josecé, fazendo anúncios e comandando o show de artistas locais num leque de vários gêneros.

Leonora Aparecida Barbosa e Alves, organizadora da feira e presidente da Associação dos Moradores do Bairro Morada do Parque, atua na comunidade desde 1991. Junto ao seu marido Josecé, forma uma dupla dinâmica e incansável em prol da coletividade. Impressiona ver o casal trabalhar, tamanha é a afinação.

Em qualquer mês do ano parece que se está em dezembro, pois o arroz com pequi invade a praça com seu aroma intoxicante, enquanto os grupos, em suas mesas, comem, bebem, conversam e apreciam o show, que na sua mais recente versão apresentou a dupla sertaneja Mota e Brandão, além do filho do casal Vinícius, uma criança que canta muito. 

Foi uma moda de viola com repertório conhecido e de boa melodia e letra. São músicas que tocam na Manhã Sertaneja, de Cid Durães, da Rádio Itatiaia FM, que ouço e aplaudo.

Esta festa para a família é uma invenção dos amigos Josecé e Leonora. Para lá vão pessoas de todos os cantos da cidade, muitos amigos e conhecidos, e, pela qualidade do encontro, gente que raramente sai da toca, também aparece por lá. Há duas semanas, o show foi por conta de Bete Antunes, com sua ginga, voz e repertório eclético, alegre e brejeiro. Foi acompanhada por Victor Hugo Manga, que mostrou como se doma um violão e como se canta sozinho e em dupla.

Na noite fresca, nossas boas compras foram café orgânico torrado na hora (impregnou o carro, a casa e meu coração), pe de moleque irresistível, doce de bolacha, caramelo e chocolate, biscoito caseiro e pinhas maduras, delícias para degustar, não esquecer e voltar toda semana para comprar mais. Retornar é bom.