Naquele dia, observado pelo dono da casa onde trabalhava, o jardineiro (um garoto de 17 anos) pediu licença para fazer uma ligação. Ligou para uma senhora com mais de 80 anos para oferecer seus serviços, alegando ter visto que ela tinha um enorme jardim e se dizendo competente para cuidar dele. 

Diante da recusa da mesma sob a alegação de já ter um jardineiro que a atendia muito bem e com o qual ela estava muito satisfeita, ele guardou o celular e voltou para o trabalho. O dono da casa, vendo a cena, tentou consolar o jovem jardineiro dizendo para ele não se aborrecer, pois conquistar um novo cliente não é uma tarefa assim tão simples.

Para surpresa dele, o jardineiro, respondeu:

– Não senhor, não estou triste – é que ela já é a minha cliente hoje, eu só liguei disfarçando a voz para saber o quanto ela está satisfeita com meus serviços e o quanto ela tem intenção de continuar comigo ou me trocar. 

Nenhuma empresa sobrevive nos dias competitivos de hoje sem um relacionamento apaixonado com a pessoa que mais contribui para a sua existência e sobrevivência: o seu cliente. Faça a sua empresa namorar para ter sucesso – faça com que ela se apaixone profundamente por seus clientes e por isso queira diariamente encantá-los e superar todas as suas necessidades. Uma empresa sem clientes só tem despesas.

Estruture a sua empresa de fora para dentro – a partir da visão dos desejos dos seus clientes e nunca de dentro para fora. Incentive todos os seus colaboradores (não apenas os das áreas comerciais) a pensar 24 horas na superação das necessidades e expectativas de seus clientes.

Crie uma cultura onde o cliente seja a razão de cada funcionário sair de casa para ganhar dinheiro.

Faça como o jardineiro da história acima, faça pesquisas de satisfação constantes de todos os tipos (pessoalmente, por telefone ou pela internet). Faça visitas periódicas aos seus clientes, procure falar com eles todos os dias, pois agindo assim você evitará que eles caiam na tentação de se apaixonar pelos seus concorrentes.

Faça sua empresa namorar todos os dias com seus clientes e case a sua empresa com seus funcionários, pois são eles os maiores responsáveis por gerar as experiências que determinarão se seus clientes continuarão fiéis e leais a você.

*Palestrante, Consultor e Fundador do Blog do Maluco