A tempestade de raios que deixou apavorada a população de BH e região metropolitana, na madrugada de segunda-feira, pode se repetir, desta vez, no Norte de Minas. Uma zona de convergência de umidade está sobre a região e existe a chance de descargas elétricas abundantes. Desde 1º de janeiro, pelo menos 411 mil raios atingiram o estado, quantidade 42% maior que a do mesmo período do ano passado, quando ocorreram 288 mil.

As estatísticas, compiladas em tempo real pelo Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (IAG/USP), mostram que Minas é campeã em descargas atmosféricas dentre os estados da região Sudeste.

Só nos primeiros seis dias de março, os 64 mil raios com os quais os mineiros tiveram contato (só ontem foram 13.882) corresponderam a 62% das descargas atmosféricas registradas no Sudeste. Em segundo lugar, figura São Paulo, com 18%, e, em terceiro, o Rio de Janeiro, com 16%.
 
SEM RELAÇÃO
No entanto, apesar de os dados induzirem a uma conclusão de que o Estado atrai mais raios, a verdade é que não há estudos que comprovem isso, de acordo com Arthur Chaves, meteorologista da Cemig. 

“Muita gente pensa que a composição do solo faz com que o local atraia mais raios, mas o que ocorre é que há regiões mineiras campeãs em descargas elétricas, como o Sul e a Zona da Mata. Além da topografia complexa, com muitos morros e montanhas, são locais por onde passam mais frentes frias”, destaca.

A região Central, onde está localizada a Grande BH, ocupa, junto com o Oeste mineiro, o terceiro lugar em incidência de descargas atmosféricas, aponta Chaves.
 
CONJUNÇÃO
Um dos fatores que colaboram para as ocorrências intensas de raios é o calor. Junto à umidade, favorece a formação das descargas elétricas. Condição presente neste mês na região Norte.

“Como é uma área que chove menos, as tempestades que chegam, principalmente as causadas por esse fenômeno, podem ser muito fortes e aumentando a possibilidade de raios”, explica a meteorologista da Cemig, Ruany Maia.

Segundo a especialista, descargas atmosféricas já foram registradas em cidades como Montes Claros, ontem. A previsão é de que o tempo permaneça chuvoso e favorável à incidência de raios até o fim da semana.

“Os raios devem ocorrer nos próximos dias, em várias regiões do Estado, devido à toda umidade disponível”, informa o meteorologista Arthur Chaves.

Colaborou Ana Júlia Goulart