A Polícia Militar Rodoviária de Minas Gerais iniciou ontem a Operação Natalina. O objetivo é reduzir o número de acidentes e de vítimas nas estradas. Em 2016, foram 78 ocorrências no período, a maioria causada por imprudência dos motoristas. A operação se estende até 1º de janeiro de 2018. 

No Norte de Minas, a ação está sob responsabilidade da 11ª Companhia de Polícia Militar, que realizará as abordagens nas estadas com maior fluxo de veículos, como as que dão acesso às cidades de Januária, Belo Horizonte, Janaúba e Brasília de Minas. 

Outra tendência nesta época do ano é o aumento do fluxo de veículos nas rodovias que levam até áreas de preservação ambiental da região. 

Durante a operação, os agentes utilizarão recursos tecnológicos para flagrar infrações, como bafômetros e radares. Eles indicarão se o condutor está embriagado e se há abuso de velocidade. As duas condições são os principais motivos de acidentes. 

A ação também envolve a Polícia Militar Ambiental, que estará fiscalizando o tráfico ilegal de animais e recolhendo os que estiverem soltos nas estradas.

Exatos 28.155 veículos foram fiscalizados pela Polícia Militar Rodoviária Estadual em 2016. Desses, 262 foram removidos por algum tipo de irregularidade. Também foram recuperados cinco veículos frutos de roubo. Além disso, 444 inabilitados foram atuados e 24 pessoas foram presas por embriaguez ao volante.

RODOVIA SEGURA
Até o fim de fevereiro, a Polícia Militar Rodoviária também estará realizando a “Operação Rodovia Segura”, com fiscalização e abordagem educativa. 

A ação, que começou no fim de semana passado, flagrou 60 condutores sem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – grande parte, motoqueiros. 

A operação é intensificada perto de datas comemorativas, como Natal, Réveillon e Carnaval, período em que as pessoas viajam mais, principalmente com veículo particular.