O nível da barragem de Juramento, responsável pelo abastecimento de água de 70% das casas montes-clarenses, atingiu 37,30% do volume total. O nível está 7,77 metros abaixo da cota de transbordo; a última vez que atingiu este patamar foi em dezembro de 2013.

No mesmo período em 2017 a barragem estava com 33,47%. Segundo José Ponciano Neto, técnico da Copasa, de janeiro a abril choveu 474,30 milímetros na região do reservatório. 

Os mananciais que abastecem Morrinho estão com as vazões normalizadas devido às chuvas do mês. Mas, em nota, a Copasa informa que os rodízios continuarão. Só vão ser reduzidos de 48 para 24 horas quando o nível chegar a 40%. A medida é para garantir a distribuição equalizada. O esquema poderá ser alterado conforme o regime pluviométrico. “Porém, o uso racional dos recursos hídricos engloba a educação ambiental e a organização comunitária”, diz a nota. 

As obras do rio Pacuí, que será integrado ao sistema de água da cidade, estão com 47,% das edificações concluídas. A adutora conta com 48,7 quilômetros dos 56 previstos para o projeto.