Mais um caso de violência contra a mulher teve um fim trágico. A dona de casa Maria Nascimento dos Santos, de 51 anos, foi encontrada morta em casa com lesões no pescoço e cabeça feitas por uma machadinha. O crime foi cometido pelo ex-companheiro dela que, de acordo com a Polícia Militar, não aceitava o fim do relacionamento.

Segundo uma amiga da vítima que pediu para não ser identificada, Maria Nascimento já estava com planos de recomeçar a vida na terra natal. “Ela voltou para Montes Claros somente para pegar as coisas e ia sair escondida, porque o ex-marido não aceitava o fim do relacionamento, mas infelizmente ela foi morta brutalmente”, relata a amiga.  
 
VIOLÊNCIA DIÁRIA
Casos como esses não são raros na cidade. Na Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher em Montes Claros são registrados 15 casos de violência contra a mulher diariamente, segundo a Delegada Karine Maia Costa.

A defensora pública e representante do Núcleo de Defesa da Mulher em Situação de Violência (Nudem) na cidade também explica que o núcleo atende semanalmente de 10 a 15 mulheres, porém, nem todas registram um pedido de representação criminal.

A defensora ressalta que é preciso a denúncia para que casos de violência não voltem a acontecer. “Preservamos a intimidade da mulher, porque denunciar hoje o companheiro para a vítima é muito difícil e o nosso papel também é de empoderamento da mulher”, destaca.