Cerca de 80 condutores que trabalham por meio do aplicativo Uber protestaram pelas ruas de Montes Claros ontem contra o projeto que regulamenta a atividade no país. A cidade tem cerca de 1.550 profissionais cadastrados na plataforma.

O Projeto de Lei (PL) 5.587/2016 foi aprovado no Senado em 2017 com emendas que beneficiam os motoristas. O texto voltou à Câmara, que estaria interessada em retornar à proposta original, que estabelece regras como a obrigação do uso da placa vermelha e de o carro estar no nome do motorista e ainda a autorização prévia das prefeituras. 

Representante dos motoristas na cidade, Ricardo Odon explica que a aprovação do texto sem as emendas incorporadas no Senado inviabiliza o serviço. 

“O PL original ameaça a fonte de renda de diversos pais de família. Nós queremos mudanças, mas que tragam benefícios”, disse. 

A proposta está na pauta da Câmara dos Deputados para ser apreciada nos próximos dias.