Um dos principais pontos de Montes Claros abertos à população, a Praça de Esportes acumula mato, sujeira e entulho em determinados pontos. A cerca também tem partes danificadas. Para moradores, os problemas são indício da falta de manutenção completa do espaço, que ocupa um quarteirão inteiro em pleno coração da cidade. 

O mecânico Túlio Salgado diz que o local precisa ter um plano de recuperação, uma vez que, na situação em que se encontra, pode estar contribuindo para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, causador de dengue, chikungunya e zika.

“É notável que um pedaço da praça está organizado, enquanto outros permanecem esquecidos. Então chegamos à conclusão de que não ocorreu uma limpeza e sim uma tentativa de esconder a bagunça”, diz Túlio.

O aposentado Otavio Fagundes olha com tristeza para o local que, segundo ele, já formou atletas que trouxeram orgulho para a cidade. 

“Meus filhos jogaram bola aqui. Todos os dias, quando passo (em frente) voltando da caminhada, bate uma indignação de ver essa praça abandonada. Ela não pode continuar mal cuidada assim. Esse local faz parte da história do município”, enfatiza. 
 
BURACOS
A calçada no entorno da praça também está esburacada. A vendedora Viviane Rocha relata que já sofreu uma queda por conta das irregularidades no passeio. “A situação está feia. Várias vezes presenciei mães com o carrinho de bebê tendo que ir para o outro lado da avenida por causa dos buracos. O que torna andar por aqui um perigo para qualquer um”. 

Procurada para informar as ações que estão sendo desempenhadas atualmente no espaço e as iniciativas para manutenção da Praça de Esportes, a Secretaria Municipal de Esportes não se pronunciou sobre o assunto. 

Ontem, durante a apresentação do projeto de orçamento do município para 2018, o secretário Municipal de Finanças, Cori Ribeiro, citou a previsão da criação da Superintendência de Administração de Estádios e Estabelecimentos do Município de Montes Claros (Supermoc), que ficaria responsável pela gestão da Praça de Esportes.