Para os moradores mais antigos, a chance de matar a saudade. Para os mais jovens, a oportunidade de conhecer um bem histórico de Montes Claros que há cinco décadas foi demolido. A Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) levou para dentro do Parque de Exposição João Alencar Athayde uma réplica, em tamanho natural, do antigo Mercado Central.

Um presente para a cidade que completou 161 anos na última terça-feira. E agradou aos visitantes da 44ª Expomontes, que oferece várias atrações até domingo.

Neste ano, o Sistema Faemg ocupa o mesmo estande que o Sindicato Rural de Montes Claros, onde são mostrados todos os serviços e tecnologias de apoio ao produtor rural e pecuarista.

Ainda no espaço são ministrados cursos oferecidos pelo Senar Minas e Sindicato Rural, de turmas de produção de polpas de frutas, defumação de carne suína e fabricação de produtos derivados do leite.

“Estamos nos reinventando, e faremos desta uma oportunidade para oferecer um serviço com mais qualidade e, principalmente, voltado para quem quer trabalhar. Apesar da intensa crise pela qual o país passa, o agronegócio continua crescendo”, afirma o presidente do Sistema Faemg, Roberto Simões.
 
DIA TÉCNICO
Nesta sexta-feira, às 9h, ainda na programação da 44ª Expomontes, o Sindicato Rural, em parceria com outras entidades, promove um dia técnico com visita guiada pela vitrine tecnológica montada no estande da Epamig Norte. Os participantes poderão conhecer gramíneas atuais e perenes, leguminosas e palma forrageira. 

As inscrições são gratuitas e destinadas aos produtores rurais, estudantes e técnicos. Os interessados podem se inscrever na hora do curso.