O 2º Leilão Matrizes do Futuro será realizado hoje, às 20h, no Tattersal Daul Soares Dias, no Parque de Exposições João Alencar Athayde, na Expomontes. Serão comercializadas fêmeas para reprodução com inscrições feitas em nome de mulheres.

Poderão participar como vendedoras mulheres que estejam de alguma forma ligadas à atividade pecuária, que sejam donas das matrizes, esposas de produtores ou que tenham algum outro parentesco com os proprietários das fazendas de origem dos animais levados a leilão. 

Já os lances poderão ser apresentados por todos os participantes. Haverá ainda o julgamento dos animais participantes do arremate, com premiações para as criadoras/vendedoras dos melhores exemplares.

A estratégia, implantada pela segunda vez, tem o objetivo de “repovoar” as fazendas do Norte de Minas. Ao longo dos anos, devido à escassez de chuvas e, consequentemente, pasto e água, houve a morte de animais e muitos produtores foram obrigados a vender parte dos criatórios, se desfazendo das fêmeas.  
 
MANGALARGA
No mesmo horário e local, acontece ainda o leilão de 30 lotes de mangalarga. Em 2017 foram movimentados mais de R$ 200 mil em vendas e, para este ano, a previsão é a de ultrapassar os R$ 300 mil.

Serão leiloados os melhores animais e coberturas da região. A faixa de preço gira em torno de R$ 10 mil.

A grande promessa para este leilão vem do Rio Grande do Sul: um pampa de preto, que foi destaque nacional em 2017. Dele, serão vendidas apenas coberturas no valor de R$ 3.500.