A região Central de Montes Claros voltou a ficar sem energia elétrica na manhã de ontem. Muitas lojas chegaram a fechar as portas e outras não puderam registrar vendas, comprometendo o faturamento. Esse foi o terceiro problema do tipo registrado em 20 dias na região central da cidade. Desta vez o motivo do corte foi um acidente na rede subterrânea da Cemig.

A empresária Patrícia Lima afirma o problema as quedas de energia são recorrente e est causando prejuízos, uma vez que os consumidores não estão entrando nos estabelecimentos por causa da escuridão. “Sem luz fica complicado o cliente entrar na loja e comprar alguma coisa. O atendimento demora e acabamos perdendo vendas”.

Foi o que aconteceu com o estudante Otavio Souza, que saiu do bairro São Judas para comprar tecidos no Centro, mas não conseguiu comprar nada. “Vou ter que voltar para casa sem comprar os tecidos para minha avó. A vendedora informou que tudo precisa ser colocado no sistema e, sem eletricidade, eles não podem deixar nenhum produto sair da loja sem registro”.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Montes Claros (CDL), Ernandes Ferreira destaca que já recebeu várias reclamações de comerciantes. “As quedas de energia realmente tem trazido problemas ao comércio, muitos lojistas quando o fato acontece não conseguem emitir notas ou fazer consultas de credito. Vamos fazer um ofício em nome de todos os lojistas para a Cemig, uma vez que toda classe do varejo está sofrendo com esse picos de energia e temos de cobrar uma posição”.

O corte também afetou o trânsito, já que vários semáforos desligaram.  
 
POSIÇÃO
Segundo a Cemig, a interrupção de energia ocorreu de forma pontual em função de um problema no equipamento na rede subterrânea que atende o centro. A empresa disse que a energia foi restabelecida para 90% dos clientes ainda durante a parte da manhã. A empresa não se pronunciou sobre sequências de cortes.