O número de cobras encontradas em casas nos cinco primeiros meses do ano em Montes Claros já é igual ao total de ocorrências registradas pelo Corpo de Bombeiros em todo o ano passado.

São 46 registros em 27 bairros da cidade, a maioria localizada bem próximo a matas. O Ibituruna é o líder, seguido pelo Vila Atlântida e pelo Independência.

Entre as espécies mais encontradas estão cascavel, coral, jararaca e jiboia. Na casa da aposentada Gilda Resende, no bairro Ibituruna, as indesejadas visitas já apareceram duas vezes. Nos dois casos, eram serpentes. 

“Na rua onde moro já apareceram cobras em quase todas as casas nos últimos anos. Na minha, encontramos duas vezes. Eu fico muito assustada porque meus netos vêm passar o domingo comigo. Além disso, os cães não têm uma percepção do perigo que o animal peçonhento representa”, diz a aposentada. Veja na peça ao lado as recomendações dos Bombeiros de como lidar com os répteis.
 
PICADAS
Referência no atendimento a vítimas de picadas do animal no Norte de Minas, o Hospital Universitário Clemente de Faria já recebeu, até ontem, 76% do total de vítimas de 2017.

De acordo com a unidade de saúde, no ano passado foram 69 atendimentos a pacientes picados por cobras. Neste ano, já são 53.

Para o biólogo José Vieira, a fuga dos animais da mata e “invasão” na área urbana pode revelar um desequilíbrio ambiental. 

“Cobras estão sendo encontradas em armários, debaixo de guarda-roupas, telhados. E não apenas em bairros que avançaram para as matas. Recentemente, foi noticiado o encontro de uma cascavel no centro da cidade”, ressalta.

E a situação pode se agravar. De acordo com o biólogo, o período de queimadas, que faz com que as cobras procurem outro habitat, ainda não começou. “Podemos observar que esses animais estão se adaptando à área urbana, por isso, os números de casos estão cada vez mais frequentes” analisa José Vieira.

Segundo o Corpo de Bombeiros, altas temperaturas e o desmatamento também estão relacionados com o aparecimento desses animais, que migram para a área urbana à procura de alimento.

SAIBA MAIS
Como agir

Ao se deparar com uma cobra em casa:
– Acione o Corpo de Bombeiros pelo 193 ou uma pessoa com treinamento para captura desses animais
– Não tente fazer isso sozinho, sem os equipamentos adequados
 
Em caso de picada:
– Procure um pronto–socorro ou acione o Samu (192) ou o próprio Corpo de Bombeiros
Fonte: Sétimo Batalhão de Bombeiros Militar