Um vereador da cidade de Jaíba está entre as sete pessoas presas por fraude em operação da Polícia Civil realizada ontem. Eles são suspeitos de fraudar processos de aquisição da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) oriundas da Bahia. 

A Polícia Civil recebeu a denúncia de que uma casa localizada no Projeto Jaíba estava sendo usada para o fornecimento de CNH ilegal. A ação fraudulenta era realizada em parceria com uma autoescola da Bahia. Os ‘novos habilitados’ não assistiram as apresentações de legislação, apenas batiam a digital para constar no sistema do Detran que eles estavam frequentando às aulas. 

De acordo com o delegado responsável pela ação, Ricardo Oliveira, a primeira suspeita do envolvimento de outras instituições no crime foi encontrada na residência: um aparelho de biometria. Os candidatos nem chegaram a ir até a autoescola baiana. 

“A princípio, acreditamos que a autoescola tenha envolvimento com o Detran da Bahia, para facilitar a carteira, porque eles pagavam pelo pacote da autoescola um valor muito acima do praticado no mercado. Eles poderiam se matricular em qualquer autoescola aqui em Jaíba por valor muito menor, mas preferiram pagar a mais. Acreditamos que lá eles teriam alguma facilidade para serem aprovados nos exames”, ressalta o delegado. 

O vereador e os sete envolvidos vão responder inquérito em liberdade, pois não foram presos em flagrante.