A Agência Nacional de Águas (ANA) fará intervenções no rio Verde Grande, em Jaíba, de 2 a 6 de julho, utilizando substância (traçador) verde fluorescente que poderá alterar a cor do rio neste período.

O objetivo da manobra é identificar o destino da água perdida em dois sumidouros existentes no leito do curso d’água. A substância a ser utilizada não é tóxica e não causará danos à saúde humana, dos animais e plantas.

Os sumidouros de água são canais subterrâneos que fazem com que a água saia do leito do rio. Essas perdas afetam fortemente a economia da região de Jaíba, em especial a agricultura irrigada.

A correta quantificação e mapeamento dessas perdas visam à compreensão do fenômeno e à boa gestão dos recursos hídricos.

Para o estudo será necessário o uso de substância que acompanhará o fluxo da água no subsolo. Seguindo o fluxo natural, a água poderá surgir em outros locais, como poços e outros rios. Além disso, a água que abastece as casas em Jaíba é captada pela Copasa em local que não abrange a pesquisa.
 
AUDIÊNCIA
Na próxima segunda-feira, a ANA fará audiência pública na Câmara de Jaíba, a partir das 8h, para explicar à população os procedimentos da manobra. O órgão pedirá o auxílio dos moradores na identificação dos pontos de afloramentos da água.