As estradas estaduais do Norte de Minas tiveram um feriado prolongado de Corpus Christi menos violento que o do ano passado. Foram registrados dez acidentes, com 16 feridos e três mortes. Os números são quase 10% menores do que no mesmo período de 2017. 

Dentre as vítimas está madre Maria Angélica da Eucaristia, da Comunidade do Carmelo Maria Mãe da Igreja e Paulo VI, que morreu em um acidente ocorrido no sábado. 

Mais de 5 mil veículos foram fiscalizados. Desse total, 29 foram removidos por alguma irregularidade, dois motoristas foram presos por embriaguez e três por outros crimes.

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PMRv), a Operação Minas em Segurança intensificou as ações de fiscalização porque considerou a possibilidade de aumento no fluxo de veículos de grande porte nas estradas após a desmobilização do movimento dos caminhoneiro. Além disso, o final de semana contava com grandes festas na região, como a Exposição Agropecuária de Janaúba e a Vaquejada de Coração de Jesus.

De acordo com a PMRv, apesar da crise do combustível que afetou grande parte dos brasileiros, o número de veículos nas principais rodovias estaduais do Norte de Minas, incluindo a BR-135, que passou a ser de responsabilidade do Estado no ano passado, foi semelhante ao mesmo período do ano passado.