Pouco mais de três meses após a tragédia na creche que matou 14 pessoas em Janaúba e com um investimento de aproximadamente R$ 2,5 milhões, a prefeitura de Fortaleza fez uma homenagem à professora Heley de Abreu.

O Centro de Educação Infantil (CEI) inaugurado sexta-feira no bairro Serrinha leva o nome da mulher que salvou várias crianças da morte, no incêndio criminoso que abalou o país, em outubro do ano passado. 

Do total investido, R$ 700 mil saíram do caixa da prefeitura. A unidade vai atender até 230 crianças de um a cinco anos de idade, numa área total de 2.295,83m², sendo 1.311m² de área construída. São 10 salas de aula com banheiros adaptados, secretaria/coordenação, sala de professores, cozinha, refeitório, despensa, lavanderia, depósito para material de limpeza, lactário, fraldário, brinquedoteca (sala multiuso) e área de lazer com playground.

Familiares da professora homenageada compareceram à cerimônia de inauguração e demonstraram gratidão pela iniciativa do prefeito Roberto Cláudio. “Em nome da minha família, dos meus filhos, Breno, Lívia e Olavo, da minha sogra e do meu cunhado, aqui presentes, gostaria de agradecer pela importância deste momento. A população de Fortaleza se solidarizou conosco de forma muito importante”, declarou Luiz Carlos Batista, viúvo de Heley, que morreu dias após o incêndio. “Tenho certeza de que, daqui, sairão bons profissionais e bons educadores. Investir na criança é lutar com as próprias mãos pelo futuro do País”, acrescentou.