A Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor) e o Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste (Idene) abriram chamada pública para instalação de 1.387 cisternas “telhadão” multiuso. O objetivo é propiciar o acesso à água para consumo humano a famílias de baixa renda. 

A cisterna telhadão multiuso de 25 mil litros é uma tecnologia social de armazenamento de água de chuva, constituída por sistema de captação representado por telhado, calhas, canos e cisterna.

O abastecimento dos reservatórios ocorre durante os períodos de chuva: a água que escorre do telhado de 40m² é conduzida, por meio de um sistema de calhas e canos, para o interior do reservatório. Com os cuidados básicos, que serão comunicados aos beneficiados em capacitação específica, a água será própria para saciar a sede e para o preparo de alimentos, além das necessidades diárias de uma casa.
 
VANTAGENS 
O secretário da Sedinor, Nondas Miranda, afirma que a implantação da tecnologia, além de melhorar a qualidade de vida das pessoas, gera emprego e renda local.

“A construção das cisternas e do telhadão é uma forma de garantir renda e emprego para a região, já que as construções possibilitam a contratação de mão de obra e aquisição de materiais na região, aquecendo o mercado local”, destaca.

Para o diretor-geral do Idene, Gustavo Xavier, a ação garante dignidade às famílias que vivem no campo. “Os beneficiários são pessoas que sofrem com a falta d´água, devido ao clima do semiárido mineiro. A implantação das cisternas permite que uma família enfrente um período de estiagem tendo água para beber, fazer comida e as necessidades diárias”, afirma.

Os municípios beneficiados serão: Bonito de Minas, Botumirim, Brasília de Minas, Caraí, Catuti, Cônego Marinho, Espinosa, Gameleiras, Itacarambi, Jaíba, Januária, Juvenília, Lontra, Mamonas, Matias Cardoso, Mato Verde, Miravânia, Montalvânia, Nova Porteirinha, Pai Pedro, Patis, Pedras de Maria da Cruz, Riacho dos Machados, Rio Pardo de Minas, Santo A. do Retiro, São João da Ponte, São João das Missões, Urucuia, Varzelândia e Verdelândia.  
 
ÁGUA PARA TODOS
O programa Água para Todos visa à universaliza-ção do acesso à água para consumo humano e para a produção agrícola e alimentar em áreas rurais que vivenciam a situação de escassez hídrica, no Norte e Nordeste de Minas Gerais. 

Além das cisternas e pequenas barragens, o programa também conta com outras tecnologias como barreiros e sistemas coletivos de abastecimento de água. (Agência Minas)