A Cemig começou uma verdadeira operação pente-fino na rede em Montes Claros à caça de ligações clandestinas – os chamados “gatos” – e de clientes inadimplentes. As inspeções começaram na segunda-feira e seguem durante toda a semana. E a partir do dia 10 elas serão realizadas em Januária e Jaíba.

Neste ano, a Cemig já flagrou 734 ligações irregulares em Montes Claros durante 1.323 fiscalizações. Número bem superior – 198% – aos 246 “gatos” encontrados em 408 ações realizadas no ano passado. 

Os mutirões de combate a irregularidades acontecem, de acordo com o superintendente da Cemig, Helton Diniz Ferreira, para tentar diminuir o prejuízo causado pelas fraudes.

Segundo ele, os “gatos” podem representar um aumento de 5% na conta de energia dos usuários adimplentes e que têm as ligações corretas. 

“De janeiro a julho deste ano, a Cemig realizou mais de 100 mil inspeções em todo o Estado e descobriu cerca de 50 mil irregularidades”, afirmou.

Os clientes pegos com ligações clandestinas estão sujeitos às penalidades do artigo 155 do Código Penal, que prevê multa e pena de um a oito anos de reclusão, além da obrigação de ressarcir toda a energia furtada não faturada retroativa aos 36 meses anteriores.

EM ATRASO
A operação também inclui o corte de energia para os usuários inadimplentes. A companhia fará, nesta primeira semana de setembro, um mutirão para inspecionar imóveis de pessoas físicas e empresas com pagamentos atrasados na cidade.

Quem estiver com três contas vencidas, terá o fornecimento de energia cortado. De acordo com a Cemig, outras cidades de Minas passarão pela fiscalização.

No Estado, cerca de 1 milhão de consumidores devem à companhia quase R$ 500 milhões de contas não pagas. A quantidade de clientes em débito com a empresa é 50% maior do que três anos atrás.
 
REGULARIZAR
Para que o consumidor possa colocar os débitos em dia, a Cemig lançou um canal de negociação de contas atrasadas para oferecer ao consumidor uma forma direta e mais ágil de regularizar as dívidas.

Através do telefone 0800-721-7003, os usuários poderão renegociar e parcelar os valores em até 24 vezes ou pedir desconto de 15% no pagamento à vista. Antes, os clientes tinham que procurar uma agência e enfrentar filas.