Mais de 8 mil pessoas foram à Festa do Milho em Bocaiuva, no último fim de semana. Realizado desde 1997, o evento, além de estimular o crescimento nas áreas de cultura, agricultura e turismo e impulsiona a manutenção do folclore. 

“É um patrimônio cultural, natural e social”, diz o secretário de Cultura e Turismo, Buda Borges. Segundo ele, “a festa não existiria sem a Emater”.

No local, dezenas de barracas de canjica, pamonha, bolo, tortas, biscoitos, farinha de milho, suco, milho cozido e assado. Além de artistas da terra e das bandas Bambauê e Karla Dias, o público assistiu à apresentação das quadrilhas Arraiá do Bambuzá e Arraiá do Cafezá. Com homenagens e premiação, sob a coordenação de Maria de Lourdes Vieira, gerente regional da Emater, foi realizado o concurso Sabores de Bocaiuva. Foram nove pratos derivados do milho, produzidos por várias comunidades.