Enquanto fazia patrulhamento na zona rural de Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha, policiais militares encontraram cerca de 300 tambores possivelmente carregados com um produto tóxico e inflamável. As etiquetas indicavam que se trata de uma carga de metacrilato de metila, composto usado na indústria para a produção de acrílico, resinas e tintas.

Mas a verificação do conteúdo dos tambores somente poderá feita neste sábado (12), quando chega de Belo Horizonte uma equipe especializada do Batalhão de Emergências Ambientais e Resposta a Desastres (Bemad). A carga foi encontrada em meio a uma plantação de eucaliptos, a cerca de 200 metros da BR-251.
“Estávamos fazendo uma operação preventiva conjunta com a Polícia Militar Rodoviária e com a Polícia Militar de Meio Ambiente, para tentar localizar uma quadrilha que está explodindo caixas eletrônicos. Vimos um rastro de caminhão em meio aos eucaliptos e fomos conferir o que era”, explica o tenente Valdir Seles, da 26ª Companhia da PM.

A vizinhança foi alertada sobre a possível toxidade do material e o local vem sendo vistoriado por uma viatura da Polícia Militar. A investigação sobre como a carga foi parar no meio da plantação será feita pela Polícia Civil.