Minas Gerais tem, a partir de agora, um Plano de Desenvolvimento da Gastronomia. Elaborado em parceria com chefs de cozinha, produtores, agricultores e donos de restaurantes, o documento prevê investimentos de, pelo menos, R$ 37,9 milhões em 55 iniciativas de valorização do setor.

O plano foi lançado ontem, em solenidade na Casa da Gastronomia Mineira – Espaço Mineiraria, em Belo Horizonte. Durante o evento, o Mineiraria foi inaugurado oficialmente pelo governador Fernando Pimentel.

O local integra o Centro Cultural Presidente Itamar Franco, no Barro Preto, região Centro-Sul da capital. A casa, inclusive, irá receber diversas atividades em comemoração ao Dia da Gastronomia Mineira, celebrado em 5 de julho.

O Mineiraria será gerido de acordo com as demandas do Estado e administrado pela iniciativa privada, por meio de licitação que será aberta nos próximos dias. A expectativa é a de que o espaço ofereça cursos, exposições e semanas gastronômicas, frisou o governador. 

Coordenador da Frente da Gastronomia Mineira e presidente da Abrasel, Ricardo Rodrigues destaca a importância da iniciativa. “Minas tem a melhor gastronomia do Brasil e a casa vem consolidar o entendimento desse setor como parte da cultura”, disse.

“Hoje, a gastronomia puxa uma enorme cadeia produtiva. Começa na agricultura familiar, no processamento dos alimentos. Depois, ao entregar o produto, toda a cadeia turística vem junto”, ressaltou Fernando Pimentel. 
 
APORTE  
Até o fim deste ano, a Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) deverá investir R$ 50 milhões no programa Minas de Todas as Artes, que tem na gastronomia um dos seus carros-chefes. Do montante, já foram feitos aportes de R$ 20 milhões em ações diretas e indiretas para fomentar o setor.

O segmento, inclusive, tem se destacado no cenário internacional. Iguarias e bebidas produzidas no território mineiro estão sendo apresentadas em diversas feiras e eventos realizados em várias partes do mundo. 

Os queijos do Estado, por exemplo, conquistaram 11 prêmios no Salão Internacional do Queijo da França, em 2017.