O Carnaval já está bombando e você não faz ideia de que fantasia vestir para cair na folia, até porque não comprou sequer um arquinho com chifre de unicórnio ou um potinho de glitter. Calma! Nada está perdido. 

Consultamos algumas mulheres que adoram tanto a moda quanto a festa momesca para coletar dicas de como montar uma fantasia de última hora e curtir a folia que vai rolar até a Quarta-feira de Cinzas pelo Brasil afora. 

Para a consultora de imagem Luiza Oliveira, de 32 anos, o mais importante é não perder a festa por causa de uma simples roupa. 

“A ideia é curtir. Pense em coisas simples. Uma maquiagem alegre é suficiente. Com um avental, uma panela e uma colher, você vira um cozinheiro”, exemplifica.

A especialista usou a paixão pelo Rock N’Roll para criar a fantasia de rockeira. “Uma blusa de banda conjugada com o xadrez vichy no short-saia e bota de salto tratorado, que é confortável, com meia arrastão. Junto a isso, maquiagem pesada. Olho tudo, boca tudo”, resume.

A advogada Bárbara Vanoni, de 26 anos, professora de Direito da Moda da Escola de Moda Denise Aguiar, na capital mineira, optou por reaproveitar um adereço do Carnaval passado.

“Usei o chapéu de pirata da folia de 2017 e pesquisei referências da vestimenta dos navios em seriados. Coloquei uma camisa branca, vestidinho preto com sobreposições de coletes, um cintinho de âncora que já tinha e uma bandana do meu cachorro, que é de âncorazinha”, descreve.
 
Dentro do estilo 
O quê de mistério que a designer de moda e fotógrafa Letícia Sousa, 26, tem no olhar casou perfeitamente com a fantasia criada por ela na última hora. Pensando na possibilidade de chover durante a folia, tratou de buscar no guarda-roupa um casaco longo, porém leve, e combiná-lo com acessórios que a tornaram uma verdadeira detetive.

“Sei que Carnaval é uma explosão de cores, mas não faz meu estilo. Prefiro peças mais sóbrias. Minha sugestão é que as pessoas usem itens que as deixem confortáveis. Foque no seu gosto pessoal e trabalhe em cima dele para se sentir linda”, sugere Letícia.

“Não adianta colocar um chapéu legal se te incomoda, nem usar a sapatilha da moda se nem ao menos você gosta de sapatilha”
 Letícia Sousa
Designer de Moda e fotógrafa