Enquanto espera o Cruzeiro voltar a campo, amanhã, diante do Democrata-GV, o torcedor celeste pode ir se “aquecendo” com duas partidas que interessam diretamente ao clube mineiro, pela segunda fase da Copa Libertadores da América.

Depois de golear por 4 a 0 no Chile, o Vasco da Gama recebeu ontem o Universidad de Concepción para confirmar a classificação à terceira fase do torneio.

Na próxima e última etapa da etapa preliminar, o vencedor do confronto decidirá uma vaga na fase de grupos contra Jorge Wilstermann ou Oriente Petrolero, ambos da Bolívia.

As duas equipes se enfrentam hoje, às 22h30 (de Brasília), na cidade de Sucre, após vitória do Wilstermann por 2 a 1, como visitante, no jogo de ida.

O sobrevivente dentre estes quatro clubes será o terceiro adversário do Cruzeiro no Grupo 5, no qual já se encontram Racing e Universidad de Chile. 

A vaga será decidida em duelo de ida e volta nos dias 14 e 21, e a estreia da Raposa está marcada para 27 de fevereiro, fora de casa, contra os argentinos.

“Acho que vai ser o Vasco. Confesso que não gostaria que fosse o Vasco, não queria que eles passassem não. Mas, pelo jogo que eles fizeram (4 a 0), praticamente já passaram. Depois tem uma outra fase e eles devem ter uma ‘pedreirinha’, mas acho que vão passar”, analisou o meia Robinho após os resultados da semana passada.

“Realmente, é um ‘grupo da morte’. Se a gente quer ser campeão, tem que estar preparado. Foi igual a Copa do Brasil no ano passado, jogando desde o começo. A gente está preparado, que venham os melhores”, acrescentou o jogador.
 
MINEIRO
A Raposa volta a campo na amanhã, diante do Democrata de Governador Valadares. A partida é válida pela sexta rodada do Campeonato Mineiro e será disputada às 21h30, no Estádio José Mammoud Abbas, o ‘Mamudão’.

Anteontem, os jogadores que atuaram por mais de um tempo na vitória por 1 a 0 no clássico com o América ficaram na academia, enquanto o restante do grupo fez atividades em campo. 


Sassá é liberado pelos médicos 
Ansiedade e vontade de voltar a jogar futebol, assim está o atacante Sassá, liberado do departamento médico, após quase cinco meses afastado dos gramados por problemas no joelho direito.

No treino da tarde dessa terça-feira na Toca da Raposa II, Sassá correu em volta do gramado, enquanto os jogadores considerados reservas fizeram uma atividade técnica no campo 4. Os titulares ficaram na academia para trabalhos físicos. 

Em 2017, Sassá fez seu último jogo oficial em 10 de setembro, na vitória do Cruzeiro por 2 a 1 sobre a Chapecoense, em Santa Catarina. Após essa partida o jogador passou a sofrer com dores e precisou ser operado por problemas na cartilagem do joelho direito. 

Em 21 de outubro o jogador foi operado no hospital Mater Dei, pelo antigo médico do Cruzeiro, Sérgio Freire Júnior, que não faz mais parte do quadro de funcionários do clube. A recuperação médica do atacante estava sob responsabilidade de Sérgio Campolina, novo diretor médico da Raposa.

O clube não revelou a data provável que o atacante voltará a vestir a camisa celeste.