SAMARA (Rússia) – Do quarteto ofensivo brasileiro, só Gabriel Jesus ainda não deu as caras na Copa do Mundo 2018. Quem sabe nas quartas de final, nesta sexta-feira? O Brasil lá estará após vencer o México em Samara nesta segunda, por 2 a 0.

Os gols foram de Neymar, após tabelinha e jogada individual do ponta Willian, antes “sumido” na competição; e Roberto Firmino, aproveitando rebote em jogada do camisa 10.

Neymar ainda sofreu um pisão sem bola do mexicano Layun, gritou de dor, mas nada foi feito pela arbitragem. O prejuízo do Brasil, que enfrentará a Bélgica, é perder Casemiro, suspenso pelo segundo cartão amarelo.

Após um início de Copa do Mundo discreto, Neymar vem se afirmando como um dos principais jogadores do Brasil na competição. Na vitória de ontem pelas quartas de final do Mundial, o atacante foi decisivo. A bela atuação rendeu a Neymar o prêmio de “homem do jogo”, escolhido por votação popular e concedido por um dos patrocinadores do torneio.

Após o triunfo que classificou a equipe comandada por Tite para as quartas de final, o camisa 10 destacou o desempenho da Seleção, fazendo questão de também ressaltar a qualidade do adversário, que havia batido a Alemanha, atual campeã mundial, na primeira fase.

“Primeiro quero parabenizar a equipe pelo jogo de hoje (ontem). O que fica (de lição) é que tem momentos do jogo em que temos que saber que sofrer, e, hoje, demonstramos que sabemos sofrer. Foi sofrido, jogo difícil, sabíamos da qualidade do time deles, mas, mais uma vez, nossa equipe demonstrou a qualidade que tem”.

Marcado de forma ferrenha, inclusive levando um pisão desleal no tornozelo direito enquanto estava caído fora do campo, Neymar não poupou nas críticas. “Achei que a pisada foi desleal. Eles falaram demais antes do jogo e agora vão para casa”.

O Brasil agora enfrenta a Bélgica na sexta-feira, às 15h, em Kazan.
* Com Lucas Borges