O Atlético precisa esquecer momentaneamente a final do Campeonato Mineiro contra o Cruzeiro, domingo, no Mineirão, para fazer valer o seu favoritismo. Hoje, às 19h30, no Independência, recebe o Ferroviário-CE pela ida da quarta fase da Copa do Brasil. O Galo tem o adversário menos complicado, teoricamente, entre os dez duelos desta etapa do torneio. 

O Ferrão, por exemplo, está ausente do Ranking Nacional de Clubes da CBF, com última publicação em dezembro de 2017. O Atlético está no quinto lugar na lista, que ordena os clubes com pontuações de acordo com desempenho nos torneios nacionais. 

Na listagem que contempla 220 lugares, existem nove cearenses à frente do Ferroviário, entre eles o Horizonte, o Barbalha, o Tiradentes e o Uniclinic. Sem contar os Guaran(y)is de Sobral e Juazeiro, o Icasa e os rivais Ceará e Fortaleza.

O Ferroviário está na Série D e, fatalmente, marcará presença na atualização do ranking ao fim do ano. Mas, por enquanto, segue atrás inclusive dos outros times que o Atlético superou para chegar até aqui: o Figueirense (19º); Botafogo-PB (45º); e o Atlético-AC (81º), que deu trabalho ao Atlético no jogo único em Rio Branco.

Para o Atlético, a missão é confirmar a superioridade diante da surpresa da Copa do Brasil. Já o Ferroviário vem com o peito estufado. Mesmo eliminado da Copa Nordeste (lanterna do grupo) e do Cearense (último lugar no hexagonal da penúltima fase), o Ferrão despachou o Sport de maneira heroica, arrancando um 3 a 3 na Ilha do Retiro, após estar perdendo por 3 a 0 até 16 minutos antes do apito final.

Quem se classificar irá para as oitavas de final da Copa do Brasil, onde entram os brasileiros que estão disputando a Libertadores, além dos campeões em 2017 da Copa do Nordeste (Bahia), Copa Verde (Luverdense) e Série B (América).