O clássico mineiro, como de costume, continua mesmo após o apito final. Após a derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro domingo, no Estádio Independência, a diretoria do Atlético acionará a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) de Minas Gerais contra Léo e Mano Menezes, zagueiro e treinador do rival, respectivamente.

O departamento jurídico do Galo prepara uma notícia de infração contra o defensor, alegando que ele teria praticado uma agressão física a Ricardo Oliveira, no segundo tempo. 

Léo poderia ser enquadrado no Artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê pena de quatro a 12 partidas de suspensão.

Além disso, o Atlético solicitará à Procuradoria que denuncie Mano por, supostamente, ter feito o gesto de “roubo”. O treinador poderá ser punido com um a seis jogos de suspensão.
 
ERROS
Por fim, o Galo solicitará à Comissão de Arbitragem da Federação Mineira de Futebol que afaste o trio de arbitragem (Cleisson Veloso Pereira, Marcyano da Silva Vicente e Felipe Alan Costa) por entender que eles cometeram “erros banais”.