Enquanto o volante Bruno Silva e os atacantes Erik e Rafael Moura eram apresentados com pompa pelos três grandes clubes da capital, o meia Ramon saía do banco para tentar evitar a derrota do Democrata para o Real Noroeste-ES, por 1 a 0, em amistoso disputado na última terça-feira em Governador Valadares.

Bem longe do glamour de outrora, a antiga promessa do Atlético é uma das figuras conhecidas, porém em baixa, contratadas por times do interior na tentativa de surpreender os gigantes de Belo Horizonte no Campeonato Mineiro de 2018, a partir da próxima quarta-feira.

Ramon tem “apenas” 29 anos, mas acumula as mais diversas experiências no mundo da bola. Desde as passagens pela Seleção Brasileira de base e pelo futebol russo até a peregrinação por equipes inexpressivas como o Rio Verde-GO, no qual estava antes de acertar com a Pantera.

Pelos gramados do interior, ele poderá enfrentar o ex-colega Tchô, também formado na base atleticana. Anunciado ontem pelo Tupi, o meia de 30 anos conhece muito bem os estádios mineiros, por ter defendido ainda América, Boa Esporte e Villa Nova. A camisa do Leão, inclusive, foi a última do armador, que estava sem clube desde o Estadual de 2017.

Já o goleiro Felipe será um estreante nos campos de Minas. Nome mais conhecido dentre os reforços do interior, o camisa 1 do Uberlândia busca uma nova retomada após ter vivido momentos de glória no Corinthians e no Flamengo, pelos quais conquistou as Copas do Brasil de 2009 e 2013. O atleta de 33 anos não disputa uma partida oficial desde março do ano passado, quando o Boa Vista-RJ foi eliminado do mata-mata nacional.

Companheiro de Felipe no título de 2013 pelo Rubro-negro, o volante Amaral também tenta recuperar a melhor forma depois de um ano parado. Após passagem pelo Vitória com direito à taça do Campeonato Baiano de 2016, ele decidiu dar uma pausa na carreira devido a problemas familiares. Agora, sem as antigas trancinhas vermelhas no cabelo, é uma das muitas caras novas do reformulado Boa Esporte.

O Villa Nova, por sua vez, anunciou a chegada do atacante Daniel Morais, ex-América e Cruzeiro. O jogador de 31 anos rodou por diversas equipes pequenas até chegar ao Paraná Clube, pelo qual disputou apenas duas partidas na campanha do acesso à elite nacional na última Série B.

Por fim, a URT contará com o meia Eduardo Ramos na busca pelo troféu ou, pelo menos, o tricampeonato do interior. Vencedor da Série B de 2008 pelo Corinthians, o armador de 31 anos estava no Remo-PA havia três temporadas.
 
À BEIRA DO CAMPO
O rosto mais conhecido, porém, não estará dentro de campo, e sim na área técnica. Campeão da Copa do Brasil de 1993 pelo Cruzeiro e do Mineiro de 2000 pelo Atlético, entre outros, o ex-meia Ramon Menezes comandará o Tombense no Estadual. No ano passado, ele esteve à frente do Guarani de Divinópolis.