A fase do atacante Fred não é das melhores. Principalmente se considerarmos o histórico de goleador camisa 9 do Atlético. Com 23 tentos na temporada, ele não marca desde 16 de julho, quando o time venceu o Atlético-Go por 2 a 1, no Campeonato Brasileiro, e acumula a pior sequência sem gols desde que chegou ao clube mineiro.

Campeão da Primeira Liga em 2016, quando defendia o Fluminense, Fred pode se tornar o primeiro jogador a levantar o caneco duas vezes. Para que isto aconteça, o Galo precisa superar o Londrina, time da Série B que no último domingo venceu o Cruzeiro nos pênaltis, garantindo-se na final.

“Mesmo que os nossos objetivos fossem outros, agora estamos em uma final, e eu não conheço ninguém que ficou desvalorizado por vencer campeonato. Então, é ir em busca deste título”, comenta Fred.

Do lado do Tubarão, o lateral-esquerdo Ayrton é quem pode roubar a cena e ser o único bicampeão. Emprestado pelo Tricolor Carioca, ele tem a chance de ser protagonista e desbancar o ex-companheiro de time Fred. Invicto, o Londrina chega à final com quatro vitórias e um empate. O Galo, por sua vez, acumula três vitórias, um empate e uma derrota.

O jogo decisivo da Primeira Liga está marcado para 8 de outubro, na casa do time paranaense.
 
VITÓRIA SUADA
Para chegar à decisão, o Atlético usou força máxima no confronto das semifinais, contra o Paraná. Com gol do volante Elias, ainda no primeiro tempo, o alvinegro deu número final ao placar eletrônico do Independência.