Atlético e Cruzeiro irão apresentar ao longo dessa semana o restante dos reforços já confirmados por ambos, como Samuel Xavier, na Cidade do Galo, e Bruno Silva na Toca da Raposa II. Mas se uns chegam, outros preparam as malas.
 
Dos jogadores que se reapresentaram no clube alvinegro na última quinta-feira (4), alguns dificilmente serão aproveitados neste momento, como é o caso do zagueiro Erazo, do lateral-direito Alex Silva e do atacante Pablo. 
 
No Cruzeiro, Alisson já foi negociado com o Grêmio, Bryan se despediu para defender o Vitória, onde será rival de Élber (Bahia). Eugenio Mena, ontem, rescindiu contrato que tinha duração até janeiro de 2019 para também defender o Tricolor de Aço.
 
ADEUS?
O zagueiro Erazo, por exemplo, atuou em três partidas em 2017, frequentando bastante o Departamento Médico. Não está nos planos de Oswaldo de Oliveira, segundo apurou o Hoje em Dia.
 
Ele e Adilson serão os dois jogadores mais experientes a viajar hoje, às 23h55 para os EUA, onde o Galo participará pela terceira vez da Florida Cup. 
 
O volante, por sua vez, teve uma conversa com o treinador antes de ser incluído na lista de relacionados para o torneio amistoso, para melhor entender a escolha e tem esperanças de ser utilizado no time principal.
 
A reportagem entrou em contato com os empresários de Erazo e Adilson. Ambos negaram propostas ou sondagens de outros clubes para sair do Galo. No caso do brasileiro, perdeu espaço no time que tem Arouca como recém-chegado e foi ligado a uma troca entre Atlético e Santos pela vinda de atacante Copete.
 
Já o equatoriano nem participou dos treinos no fim de semana e foi liberado pela diretoria para “resolver problemas particulares” no país natal. Não ficará no clube, a não ser que não haja nenhuma outra agremiação interessada.
 
DIMINUIR GASTOS
O Cruzeiro luta para diminuir os gastos com o futebol profissional, em forma de salários de jogadores que não são aproveitados na equipe.
 
Foi o caso da rescisão contratual do chileno Eugenio Mena, que retornaria de empréstimo do Sport. Outro que deve seguir o mesmo caminho é o volante Willians, com salários de R$ 200 mil. O zagueiro Douglas Grolli também sairá do Cruzeiro da mesma maneira, após ser cedido à Chapecoense, que permanece por mais um ano com Fabrício Bruno.