No início de 2017, o jovem atacante Carlos viu o Atlético ter Fred, Rafael Moura e Lucas Pratto na pré-temporada. Sem espaço, foi pra Florida Cup e posteriormente, emprestado ao Internacional. De volta ao Galo agora, a concorrência é menor para o prata da casa, mas ele tem sondagens para deixar o clube mineiro novamente.

A reportagem apurou que dois clubes da Série A consultaram o Galo para saber da possibilidade de tê-lo por empréstimo, ainda que nenhuma proposta oficial tenha chegado até agora. 

O fato de poder atuar na elite do futebol brasileiro são atrativos para Carlos pensar em solicitar uma nova saída. O atleta, mesmo podendo ser o reserva imediato de Ricardo Oliveira, que ter mais oportunidades nos jogos, algo que não aconteceu no Inter e pode se repetir neste primeiro momento no Galo.

Revelado em 2014, Carlos surgiu bem nas mãos de Levir Culpi e ganhou fama de fazer gols em clássicos contra o Cruzeiro. Virou reserva da equipe, posteriormente, até ser cedido ao Inter. 

No Colorado, sofreu da mesma situação: o time da Série B contratou William Pottker e Leandro Damião. Com seis gols em 31 jogos (a maioria entrando no final da partida), o jogador tinha direitos econômicos fixados no Inter, que preferiu devolvê-lo ao Galo.

Agora, ele retornou ao clube para se reapresentar, tendo apenas Ricardo Oliveira como concorrente na função de centroavante, além de Erik, ex-Palmeiras, que pode fazer a posição. O jogador, entretanto, ainda depende de uma definição individual no elenco para saber se irá embora novamente ou se será reaproveitado.

Aos 22 anos e com mercado na Série A, Carlos ainda não sabe qual caminho irá trilhar no ano, mas espera que o Atlético apresente um “plano de carreira” para um jogador.