Comandante do Cruzeiro no último domingo, no Estádio do Café, o auxiliar técnico Sidnei Lobo elogiou a equipe, apesar da desclassificação para o Londrina, nos pênaltis, pela semifinal da Primeira Liga. “Tenho que agradecer principalmente aos meninos que vieram da base. A gente teve praticamente um dia de treino. E tenho que ressaltar também o envolvimento de todos os atletas que vieram. Todos se comprometeram, se doaram e deixaram a comissão técnica feliz por tudo que foi feito”, afirmou Lobo, que teve de substituir Mano Menezes, expulso na vitória contra o Grêmio pelas quartas de final.

Com uma equipe recheada de jovens jogadores, sendo que dois dos que entraram em campo (Nickson e Vander) vieram da equipe sub-20, Sidnei viu o Cruzeiro levar, nos acréscimos, o empate dos paranaenses, após estar vencendo por 2 a 0. Vander, inclusive, acabou cometendo o pênalti cavado pelo londrinense Alisson Safira aos 50 minutos do segundo tempo.

“Eles estão começando a carreira. Fui atleta também por muito tempo e sei o que acontece. Procuramos dar tranquilidade, dizer que isso faz parte, que ele (Vander) tem uma carreira promissora”, declarou Sidnei Lobo.

Para o goleiro Rafael, a equipe mineira, que tomou o empate aos 51 do segundo tempo, merecia a vitória. “O time correu muito, se dedicou e, por detalhes, não saímos com a classificação”, disse.