Os estudantes universitários que possuem contratos ativos com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) têm até 30 de novembro para realizar a renovação dos acordos. Esta é a segunda vez que o prazo é prorrogado. Inicialmente, o aditamento deveria ter sido finalizado até 31 de outubro; em seguida, até ontem, 20 de novembro. 

A extensão do prazo, de acordo com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), visa permitir que todos os alunos beneficiados pelo Fies possam fazer a renovação.

“É importante que os estudantes realizem as renovações de contrato até o dia 30, pois esta será a última prorrogação do ano. Fizemos isso para que todos os estudantes tenham tempo suficiente para concluir o procedimento”, ressalta o presidente do FNDE, Silvio Pinheiro.

Conforme o órgão, a portaria que prorroga o prazo será publicada hoje no Diário Oficial da União (DOU). O documento também estende, para a mesma data, o período para a realização de transferência integral de curso ou de instituição de ensino e de solicitação de dilatação do prazo de utilização do financiamento.  
 
FORMALIZAÇÃO
O MEC alerta que os contratos do Fies devem ser renovados a cada semestre. Inicialmente, o pedido de renovação é feito pelas faculdades e, depois, os estudantes devem validar as informações no Sistema Informatizado do Fies (SisFies).

“Nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir do momento em que o estudante faz a validação no sistema. Já no aditamento não simplificado – quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador –, o estudante precisa levar toda a documentação comprobatória ao agente financeiro”, informa o ministério. 

Conforme levantamento do MEC, do total de 1,28 milhão de contratos previstos para o segundo semestre deste ano, 1.067.568 alunos já haviam feito o aditamento até a última sexta-feira, o equivalente a 83%.

(*) Com Agência Brasil

 

83 por cento dos estudantes com contratos ativos junto ao Fies já haviam renovado os acordos até a última sexta-feira,  de acordo com o MEC