A correção detalhada da prova de redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já está disponível. É preciso entrar no portal do exame e fazer o login para visualizar o espelho dos texto.

A versão digitalizada da redação é reproduzida com fins pedagógicos. Cada participante pode ter acesso às justificativas da nota atribuída pelos corretores em cada uma das cinco competências avaliadas. 

A correção é feita por dois professores, que conferem ao texto do candidato uma nota entre 0 e mil pontos, observando cinco critérios, cada um valendo 200 pontos, que, somados, dão a nota total.

Os critérios são: comprovação do domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa; compreensão da proposta da redação, aplicando conceitos de áreas distintas no desenvolvimento do tema; selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos na defesa de um ponto de vista; demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à argumentação; e sugerir intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

O Inep, responsável pelo Enem, informou que, acatando decisão do STF, “a banca de correção acabou por não punir candidatos que compuseram, em seus textos, enunciados favoráveis a violações de direitos humanos, sanção que estava prevista no edital da prova.
(*) Com Agência Brasil