O Instituto de Ciências da Saúde (ICS), em Montes Claros, no Norte de Minas, recebeu “selo” de excelência do Ministério da Educação (MEC). A nota máxima alcançada, em uma escala que varia de um a cinco, refere-se à avaliação feita pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O ICS abrange, dentre outros, diversos cursos na área de saúde, como medicina, odontologia e educação física, e integra a Funorte, faculdade atuante há 30 anos no Norte mineiro. A nota recebida faz parte do processo de recredenciamento do qual as instituições de ensino superior do Brasil devem participar a cada cinco anos.
 
AVALIAÇÃO
Cinco eixos são considerados na avaliação. Incluem análise in loco do corpo docente, estrutura (biblioteca e laboratórios) e projeto pedagógico. Também são verificados o plano de carreira para funcionários, normatização de critérios de ingresso empregatício, qualificação de colaboradores, ofertas de núcleos de orientação psicopedagógico e de bolsas de estudo.

Para a confirmação desses parâmetros, o ICS enviou documentos ao Inep e promoveu reuniões entre representantes do MEC e corpo docente, acadêmicos e funcionários.

Para Ana Paula Nascimento, diretora do ICS, o conceito obtido é um reconhecimento aos investimentos em pessoal e estrutura. “Nossos laboratórios têm os mais modernos equipamentos para a área de saúde. Temos, ainda, uma clínica de cosmética e o único curso de gastronomia do Norte de Minas”.
 
TRABALHO SOCIAL
Um dos destaques no ICS é a unidade ambulatorial Campus Amazonas. Em média, 4 mil pessoas são atendidas por mês nas especialidades de medicina, fonoaudiologia, fisioterapia, psicologia, enfermagem, odontologia e nutrição. “A Funorte educa e presta serviço à população nas unidades de prática”, frisou Ana Paula.
 
APROVAÇÃO
A nota máxima é percebida no dia a dia dos alunos. Para fazer o primeiro curso superior, Railde Ruas, de 31 anos, do penúltimo período de enfermagem, afirma que os elogios dos estudantes do ICS pesaram na escolha. “Estou lá há quatro anos e só tenho visto ascensão em relação à didática e à estrutura física, com professores muito bons. Nunca me decepcionei, nunca faltou um material e os laboratórios são maravilhosos. O ICS abriu as portas para mim e meus amigos. Estou muito feliz pela nota que nós recebemos”, disse.

Professor dos cursos de medicina, odontologia e enfermagem do Instituto há 15 anos, Claudiojanes Reis afirma que a excelência alcançada é resultado dos investimentos na estrutura e em termos acadêmicos. “Nosso trabalho de pesquisa é grande. Por ano, avaliamos mais de mil pareceres, que são projetos dentro da instituição. Isso mostra como estamos crescendo”.

Reis coordena o Comitê de Ética em Pesquisa do ICS, que só no mês passado avaliou 160 projetos em andamento no Instituto. “Por esse número já se tem uma ideia da dimensão de atividades realizadas. Todo esse trabalho em pesquisa volta para a sociedade”.