Pais e responsáveis de estudantes que desejam ingressar na rede pública de ensino em 2018 e fizeram o cadastramento em junho deste ano devem procurar até hoje a escola para a qual o cadastrado foi encaminhado e realizar a matrícula. 

Os estudantes devem procurar os postos de cadastramento de seu município ou a Superintendência Regional de Ensino (SRE) para saber para qual escola foi encaminhado.

O candidato que fizer a matrícula dentro do prazo estabelecido terá a vaga assegurada em uma escola pública próxima à sua residência para a qual ele foi encaminhado por meio do Cadastramento Escolar. Aquele que não se matricular no prazo previsto será encaminhado para uma escola onde houver vaga remanescente.

Para a efetivação da matrícula, além do preenchimento da ficha de matrícula, deverão ser entregues, obrigatoriamente, na secretaria escolar a cópia e original da conta de luz da residência do candidato, em conformidade com o endereço atestado na inscrição; o CPF do responsável; cópia e original da certidão de nascimento ou carteira de identidade do aluno; e comprovante de escolaridade, quando for o caso de transferência de outros municípios ou rede privada, retorno aos estudos ou cursos da EJA.

Os estudantes que porventura tenham perdido o período do cadastro ainda terão o direito à educação pública garantido. Nesse caso, o interessado deverá procurar, após o período de matrícula dos cadastrados, uma unidade do seu interesse para verificar a disponibilidade de vaga ou a secretaria municipal de educação ou ainda a Superintendência Regional de Ensino da sua localidade, que irá encaminhá-lo para uma escola em que haja vaga remanescente.
 
BALANÇO 
Foram inscritos 162.097 crianças e estudantes que desejam ingressar na rede pública de ensino, estadual e municipais, em 2017. Este ano, o cadastramento, realizado no mês de junho, pela primeira vez aconteceu por meio de formulário eletrônico na internet.

O Cadastramento Escolar permite ao Governo do Estado e às prefeituras dimensionarem a demanda escolar, encaminhando com tranquilidade as crianças que vão iniciar os estudos, os alunos que desejam a transferência para a rede pública e os estudantes que queiram retornar à escola, seja qual for o ano do ensino fundamental. (Agência Minas)