Os estudantes que querem fazer a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018 têm até as 23h59 hoje para fazer a inscrição, pela internet. Até as 18h de quarta-feira, foram registrados 5 milhões de inscritos.

Mesmo os candidatos que pediram isenção da taxa do Enem devem fazer a inscrição para a prova. O pagamento da taxa para quem não conseguiu a isenção, no valor de R$ 82, deve ser feito até o dia 23 de maio nas agências bancárias, casas lotéricas e agências dos Correios.

Alunos de escolas públicas que estiverem concluindo o ensino médio têm direito à isenção no ato da inscrição, mesmo aqueles que não tiverem solicitado a gratuidade.

Para se inscrever, o participante deverá apresentar o número do CPF e do documento de identidade e criar uma senha. O candidato precisa também informar um endereço de e-mail válido e um número de telefone fixo ou celular, que serão usados para enviar informações sobre o exame.

Com o fim do prazo de inscrição hoje, também se encerra a possibilidade de alterar dados cadastrais, a opção do município onde o estudante quer fazer a prova e a escolha de língua estrangeira. Os candidatos que precisarem de atendimento especializado têm que fazer o pedido no ato da inscrição.

Para o uso do nome social na prova do Enem, a solicitação poderá ser feito entre os dias 28 de maio e 3 de junho.

A participação só será confirmada após as instituições bancárias acusarem o pagamento da taxa. O prazo pode levar até cinco dias úteis. Caso ocorra algum problema, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) orienta ao aluno ligar para o telefone 0800-616-161. Todos os passos do processo seletivo poderão ser acompanhados pela internet.

Segundo o Inep, 3,3 milhões de participantes já estão isentos do pagamento da taxa de inscrição. Eles fazem parte dos grupos que têm direito à gratuidade, como ser beneficiário de programas sociais ou ter renda familiar de até 1,5 salário mínimo. As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. Os resultados serão divulgados em janeiro. 
 
ÚLTIMA EDIÇÃO
Dos 6,7 milhões de brasileiros que fizeram o exame no ano passado, pouco mais de 725 mil eram mineiros. Em 2017, 48,2% dos candidatos do Estado tiveram isenção na taxa de inscrição em função de programas sociais ou por estarem concluindo a educação básica na rede pública.

A maioria dos participantes era do sexo feminino, já tinha o diploma do nível médio e declarou ser da cor parda. Divididos por faixa etária, houve maior adesão de pessoas de 21 a 30 anos.
(Com Agência Brasil)