Um ponto para encontro de intelectuais, com rico acervo de obras de autores montes-clarenses e, sobretudo, um espaço de incentivo à população a desfrutar do rico mundo da leitura. É com essa proposta que a Biblioteca do Autor Montes-Clarense Maria das Mercês Paixão Guedes abre as portas na próxima quarta-feira, no Centro de Montes Claros.

A nova biblioteca da cidade é fruto do trabalho das integrantes da Academia Feminina de Letras de Montes Claros e da família Paixão Guedes. A solenidade de inauguração será às 19h30 do dia 14. A partir do dia 15, ela estará aberta ao público. 

Fundada pela saudosa professora e escritora Yvonne de Oliveira Silveira, carinhosamente chamada por Dona Yvonne, a academia funciona desde setembro de 2009. A ideia é congregar mulheres escritoras em um ambiente artístico e literário. 

Na curta existência da academia, já foram publicados seis livros e agora, sob a presidência da artista plástica Felicidade Patrocínio, a academia amplia esse universo fundando uma biblioteca especializada em autores montes-clarenses.

“O acervo é resultado de doações da população que fui selecionando ao longo do tempo dentre o que recebia para os projetos de incentivo à leitura do meu ateliê”, conta Felicidade.

Doadores levam os livros até a casa da acadêmica ou telefonam dizendo que têm obras para doar. Imediatamente, ela busca em qualquer lugar, até nos bairros distantes. Ao organizar os livros, Felicidade foi percebendo a grande quantidade de livros de escritores locais, então idealizou uma biblioteca que reunisse toda a produção literária da cidade.

“Como presidente da Academia Feminina de Letras comuniquei o projeto às acadêmicas que comigo abraçaram o sonho. Escolhemos o nome de uma confreira da Academia, falecida há pouco tempo, a Maria das Mercês Paixão Guedes. Ao saber disto, seu viúvo, o seu Ivan Guedes, tornou-se parceiro no projeto”, conta.

Foi disponibilizado então um espaço no quarto andar de um dos seus prédios, na rua Padre Augusto, 183, para abrigar a biblioteca. Será um ponto de passagem dos intelectuais da cidade. 

“Pedimos a todos aqueles que aqui nasceram ou aqui residem e que já publicaram livros, que nos leve pelo menos um exemplar de cada”, diz Felicidade.
 
MARIA DAS MERCÊS
Natural de Bocaiuva, Maria das Mercês Paixão Guedes, que dá nome à biblioteca, era empresária, escritora, mãe de quatro filhos e avó de oito netos. Publicou o livro “Magnificat”, escrito em parceria com a acadêmica Milene Coutinho Mauricio. Belo Horizonte. Editora Lutador. 2002. Também a biografia da professora Lília de Andrade Câmara 1896 - 1973, pela Editora Digipix de Belo Horizonte.

Participou da Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Montes Claros no I e II volumes (Gráfica Editora Millennium Ltda. 2007/2008). Maria das Mercês ainda publicou vários textos em jornais e revistas de Montes Claros e de Minas.