A Academia Feminina de Letras de Montes Claros homenageia e outorga, anualmente, a placa Professora Yvone Silveira a uma mulher, cuja história de vida tenha contribuído de maneira relevante para a cultura da cidade.

Neste ano, a escolhida foi a maestrina, compositora, pianista, professora de música, escritora, folclorista Clarice Sarmento. Ela é conhecida pelo seu trabalho em prol da musicalização.

A entrega da placa acontecerá nesta quinta-feira, às 20h, no salão do Elos Clube de Montes Claros.

“Dentre as muitas mulheres que Clarice Sarmento é, devido à sua vasta atuação na cultura da cidade, nós lhe perguntamos: ‘Quem é Clarice?’. Ela respondeu: professora! Sou professora de música”, diz Felicidade Patrocínio, presidente da Academia Feminina de Letras de Montes Claros.

Lembra que, em face da carência de mão de obra especializada na área musical, Clarice começou a ensinar muito cedo, com 16 anos, quando ainda não era formada. “Durante todo o período formalmente produtivo, lecionou os 3 turnos, diariamente. Com o fruto de seu trabalho e numa demonstração de pioneirismo, aos 19 anos de idade, solteira, comprou carro próprio. Naquela época, isto foi um fato inédito”.

No Conservatório de Música, lecionou quase todas as disciplinas ao longo do seu exercício musical. “Foi, por muitos anos, professora titular de música, regência, canto coral e folclore da Unimontes e do Conservatório, por competência e por ter sido aprovada em concursos”, diz Felicidade Patrocínio.