Mineira de Bom Despacho, Samira Lima, de 30 anos, morou por muito tempo na Bahia. Mas há 11 anos escolheu Montes Claros. Apaixonada pela música, a DJ foi uma das atrações do frontstage na Expomontes.

Por que você decidiu se tornar DJ?
É uma história engraçada. Nunca foi planejada e realmente as coisas aconteceram. Há alguns anos meu marido promovia eventos e sempre precisava de DJs. Na época, a procura era maior que a oferta. Um dia ele sugeriu que eu aprendesse a tocar. E a gente nem imaginava que isso se tornaria meu trabalho, que faço com maior amor do mundo. 
 
Quais são suas influências?
Tenho vários Djs que sou fã: Guetta, Hardwell, Tujamo, Alok, Dennis...
 
Como define seu estilo?
Gosto de praticamente todos os estilos musicais e tento levar isso para a pista. Então não estranhem se no meio do meu set se depararem com um remix de Barão Vermelho, Red Hot, até do MC G15 (risos).

O que você aconselha para as meninas que querem ser DJs?
É como qualquer outra profissão! Não tem receita. Sonhar, acreditar, focar, dedicar, estudar, e o que julgo principal, se divertir com o que faz.
 
Como avalia seu show na Expomontes?
Eu amo tocar em casa! E sempre preparo algo especial e diferente. Escolhi músicas pra cima, animadas, vários remixes de músicas nacionais e claro, muito vontade de fazer todo mundo feliz!