Bárbara Lopes é uma das atrações da virada do ano em Montes Claros. A cantora comandará a contagem regressiva para a chegada de 2018 no Réveillon da Lagoa. A prefeitura divulgou as atrações no último dia 19, menos de duas semanas antes do evento.

Além de Bárbara, o público acompanha o show da dupla João Vítor e Mateus e ainda o baiano Zheel Chicleteiro. 

A cantora fala para O Norte sobre o repertório e traça um balanço da carreira.
 
Como é trabalhar na noite de Réveillon, quando todos estão celebrando?
Uma responsabilidade muito grande. Acredito que, além de levar minha música, meu show, tenho o papel também de passar uma mensagem positiva para as pessoas que estão ali festejando comigo e esperando a virada do ano. Tudo isso com uma energia positiva para que o ano que se aproxima seja melhor do que o que passou. Responsabilidade maior ainda por ser na minha cidade natal, por terem pessoas que admiram o meu trabalho e estarão curtindo esse dia especial comigo. Enfim, sinto-me honrada!
 
Por ser um show de Réveillon, será um repertório especial?
Sim. Uma noite mais que especial, merece um repertório à altura. Será bem eclético, desde o axé, que é um estilo que sempre defendi, até os estilos musicais mais ouvidos nos dias atuais, como sertanejo, arrocha e até alguns funks. Claro que tudo no meu estilo, como gosto de caracterizar as músicas que canto. 
 
Um balanço da carreira em 2017. O que mais marcou sua vida neste ano que se encerra?
Graças a Deus, foi um ano de muitas vitórias e conquistas. Apesar de todas as dificuldades, crises que o nosso país passou, foi um ano em que cantei bastante, passei por lugares que nunca tinha ido, voltei a cidades que já tinha ido fazer show, conquistei novos fãs, que para mim é o mais importante. Em especial, neste ano aconteceu o lançamento do meu single e clipe “Minha Cover”, e o CD Promocional, foram também duas grandes conquistas.
 
Quais as novidades da Bárbara Lopes para 2018?
Em 2018 quero adotar uma estratégia de marketing um pouco diferente, para tentar atingir outras regiões de Minas também, expandindo mais ainda o meu trabalho. Esse é o meu maior objetivo para o ano que se aproxima. Além de CD e DVD, que estão nos planos.
 
Como é para você ter o reconhecimento do povo do Norte de Minas?
Para mim, maior do que qualquer retorno financeiro é o reconhecimento do povo. Graças ao meu bom Deus, tenho um público grande que me segue em todo Norte de Minas, isso não tem preço. Recebo muitas mensagens de carinho tanto por redes sociais, quanto pessoalmente. É o que me deixa firme para seguir a minha carreira, sem deixar que qualquer dificuldade me abale. Então, só tenho a agradecer ao povo do Norte de Minas, que me recebe com tanto carinho e me transmite uma energia incrível!
 
Quais os cuidados você tem com a forma física?
Atualmente, faço academia, o que já me ajuda muito na preparação física. Mas ainda assim é muito pouco. Acredito que todo cantor necessita cuidar da forma física, corpo, voz e alimentação. Até porque não é fácil ficar horas em cima do palco, cantando e pulando, temos que estar bem preparados para isso. Eu até preciso cuidar mais (risos), confesso que estou um pouco relapsa.
 
Quando não está nos palcos, a Bárbara gosta de fazer o quê?
Gosto de estar com a família, reunir com os amigos para curtir, jogar conversa fora, tocar um violão sem compromisso (risos). Amo também ir à igreja agradecer a Deus por todos os feitos em minha vida!